Atenção: temperaturas mais baixas aumentam a incidência de doenças respiratórias

O inverno não começou ainda, mas o outono já chegou trazendo a diminuição das altas temperaturas, ressecamento do ar e o aumento da incidência dos ventos.  De acordo com o Climatempo as temperaturas mínimas variam de 13 à 19 graus e as máximas de 25 à 29 graus em BH. Apesar de o outono ser uma estação muito apreciada devido à queda das folhas das árvores, também é muito incômoda pois as transições climáticas realizam impacto no nosso organismo e o sistema respiratório é o que mais sofre com essas modificações.

De acordo com a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico- Facial, o índice de doenças respiratórias aumenta em 40% nessa época do ano, o que consequentemente aumenta o número de pacientes nos hospitais. Os casos mais recorrentes são de sinusite, rinite alérgica, gripes e resfriados. Quem já possui Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) tende a ter uma piora significativa nessa época do ano. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmam que as alergias atingem 30% da população mundial nessa época do ano.

 O pneumologista José Jardim, professor da Escola Paulista de Medicina da Unifesp, afirma que no Brasil a estimativa é de que 7 milhões de pessoas sofram com doenças pulmonares obstrutivas crônicas, mas apenas 12% são diagnosticadas corretamente.

Pensando nisso, o Roteiro Alternativo preparou algumas dicas pra você se prevenir das doenças respiratórias nessa época do ano.

DICAS RA:

  • Mantenha-se hidratado;
  • Evite fumar ou se expor a ambientes com muita poeira ou fumaça;
  • Mantenha o ambiente arejado. As bactérias ficam concentradas em ambientes fechados, por isso é importante evitar esses locai;
  • Mantenha a respiração sempre pelo nariz e não pela boca, pois as narinas têm a função de filtrar o ar e aquecê-lo;
  • Se você já tem problemas respiratórios crônicos, evite contato com bichos de pelúcia, tapetes e animais com pêlo.
  • Manter uma boa alimentação com frutas, verduras e legumes, principalmente alimentos que possuem vitamina C.
(Foto: Portal Saúde)