Saiba o que dizem os manifestantes

Manifestação após novas descobertas sobre governo Temer leva multidões às ruas de BH

            Na noite desta quinta-feira (18), a Praça Sete foi o ponto de encontro dos manifestantes em Belo Horizonte. “Diretas Já” e “Fora Temer” foram as principais reivindicações das pessoas que estavam presentes, em sua maioria, estudantes.

            Três trios-elétricos acompanharam a manifestação. Um no início, um no meio e o ultimo no final. As ruas do centro da capital mineira ficaram lotadas, e muitos estudantes participaram dos atos. As pessoas gritavam palavras de ordem como “Fora Temer”, carregavam faixas e cartazes, e muitos manifestantes estavam enroladas com a bandeira do Brasil.

Foto: Paulo Pinto – AGPT

            Os protestos foram motivados pelo vazamento de informações sobre o áudio de Michel Temer (PMDB) e Aécio Neves (PSDB), que explicitava a o envolvimento de ambos com pagamento e/ou recebimento de propina (ouça aqui). O atual presidente se pronunciou, em rede nacional, minutos antes da hora marcara para o início dos atos e afirmou que não renunciaria seu cargo e negou acusações, o que gerou ainda mais revolta nos manifestantes.

            Diante aos fatos revelados, a população se revoltou e exigiu eleição direta. A psicóloga Vânia Lúcia Almeida presente na manifestação, afirma que “as ruas é o único instrumento capaz de reverter o que é irreversível, ou melhor, reverter o que parece ser irreversível”.

            Para muitos presentes, inclusive para o Deputado Federal Reginaldo Lopes (PT), “o governo acabou, Michel Temer já foi abandonado por todos os golpistas, já foi abandonado pela grande mídia, o que eles buscam agora é uma saída”. E ainda conclui dizendo que agora o que precisamos da resistência popular é permanecer nas ruas para exigir a eleição direta.

            A senadora Gleisi Hoffmann (PT) conversou com a equipe do Roteiro Alternativo e se emocionou durante a entrevista. Ela declarou que apesar de todas as acusações que estão sendo feitas contra o senador Aécio Neves e o atual presidente Michel Temer serem graves, eles tem direto ao devido processo legal. “Os trâmites jurídicos devem ser seguidos e não podem ser atropelados”, retifica.

Senadora Gleisi Hoffmann fala com o RA

 

CURIOSIDADE RA

            Diferente de manifestações passadas, esta não foi marcada pela polarização política. As pessoas que usavam trajes vermelhos protestaram juntas com as que usavam roupas com as cores da bandeira do Brasil.

Repórteres: Thomaz Albano, Alexa Simon, Guilherme Lorran, Maria Eduarda Faria.

Maria Eduarda Faria

É estudante de Jornalismo. É repórter e coordenadora de mídias sociais do Roteiro Alternativo.