Rivalidade mineira acirra disputa no futebol americano

Popularmente disseminado nos Estados Unidos, o futebol americano começou a ganhar bastante espaço no cenário esportivo brasileiro nos últimos anos. O esporte é gerido no país pela Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA), responsável por organizar o Brasil Futebol Americano (principal torneio nacional). Este ano, a competição conta com 32 participantes, dentre eles as três equipes mineiras.

Cruzeiro, Atlético e América apresentaram em 2018 suas novas equipes de futebol americano, com o objetivo de acirrar a rivalidade histórica já existente no futebol. O Cruzeiro, que rescindiu sua vitoriosa parceria com o BH Eagles, se uniu ao Juiz de Fora Imperadores, formando o Cruzeiro Imperadores. O ex-parceiro da equipe celeste firmou acordo com o arquirrival, originando o Galo Futebol Americano. Já o América, se juntou à equipe mais antiga da modalidade em Minas Gerais, o Minas Locomotiva, e instituiu o América Locomotiva, ainda em 2017.

O Roteiro Alternativo preparou um pequeno resumo contendo as principais informações sobre as três equipes:

(Foto: Dilvulgação/América-MG)

América Locomotiva

Criado em 2005 por um grupo de amigos que se reuniam no Parque Ecológico da Pampulha para jogar futebol americano, o Minas Locomotiva foi o primeiro time do estado na modalidade. Em seus 12 anos de existência, a equipe foi tricampeã mineira de forma invicta (2009, 2012 e 2016) e conquistou fãs por todo o território regional. Então, em novembro do ano passado, o América se rendeu à bola oval e efetivou a parceria com a equipe, gerando o América Locomotiva.

“O principal objetivo continua sendo o desenvolvimento do esporte e de atletas em Minas Gerais. Formar não apenas bons atletas, mas, também, boas pessoas. Além disso, o objetivo em relação às competições é vencer o mineiro e a BFA”, ressalta o quarterback da equipe, Gustavo Peixoto.

Galo Futebol Americano

(Foto: Bruno Cantini / Atlético)

Após a decisão da diretoria cruzeirense de não estender o vínculo com o BH Eagles, o Atlético não perdeu tempo e, logo no início de março, confirmou a união entre as instituições, dando início ao Galo Futebol Americano, em parceria com o Grupo Sada. O objetivo do clube alvinegro é expandir ainda mais o esporte, com o apoio de toda torcida atleticana. Com um elenco sólido e uma boa estrutura, o Galo FA já começa a temporada sendo um forte candidato ao título nacional.

“A nova parceria com o Galo só veio para somar. A gente vai, novamente, pra ganhar tudo. Tentar ser bicampeão, ganhar o mineiro e bater recordes. Contamos sempre com o apoio da torcida do Galo, principalmente pra conhecer o esporte e torcer no campeonato nacional”, afirma João Vitor Camargo, conhecido como Queixada, linebacker atleticano.

 

 

Cruzeiro Imperadores

(Foto: Dan Costa)

O Cruzeiro iniciou sua participação no futebol americano em 2017, com a parceria entre o clube, o BH Eagles e o Grupo Sada. A união rendeu bons frutos para o clube, que se sagrou campeão mineiro e brasileiro, ambos invictos. Neste ano, após o término do acordo entre as equipes, o clube celeste se uniu ao Juiz de Fora Imperadores, criando o Cruzeiro Imperadores. O intuito é convergir a estrutura apresentada pelo time da Zona da Mata, com a força da torcida cruzeirense, visando mais uma temporada vitoriosa.

“Nossa torcida pode ter certeza que terá sempre um grande espetáculo, tanto nos clássicos, quanto nos outros jogos. Vamos brigar por títulos e corresponder à altura toda a confiança  que a torcida cruzeirense tem depositado em nós”, conta Guilherme Silvério, linebacker do time celeste.