Prefeito Alexandre Kalil é alvo de protestos no Dia da Mulher em BH

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), foi alvo de protestos no Dia Internacional da Mulher. Manifestantes – em sua  maioria mulheres -, reclamaram da falta de investimento da prefeitura de BH no hospital Sofia Feldman, que corre o risco de ser fechado. O ato começou na Avenida Afonso Pena, por volta das 16h e seguiu em marcha até a Praça Sete, quando finalizou por volta das 20h.

A enfermeira do hospital, Simone Gaia, presente no ato, afirmou que a manifestação reivindica o melhor direcionamento da verba pública, principalmente por parte da prefeitura para o Sofia Feldman, que é referência nacional e internacional. O prefeito Alexandre Kalil  retirou na última segunda feira a proposta de assumir a gestão do hospital, que tem um déficit operacional de R$ 1,5 milhão por mês. A comunidade hospitalar reivindica apenas o apoio financeiro.

(Foto: Pedro Spinelli)

Durante o protesto, movimentos sociais de esquerda também marcaram presença. Com diversos cartazes e bandeiras, eles também se manifestaram contra o machismo e contra o que consideram prejudicial no capitalismo.

(Foto: Pedro Spinelli)

Veja a nota que foi distribuída pelos organizadores do protesto a respeito da situação do Hospital:

O hospital Sofia Feldman entende que a solução definitiva para a dificuldade financeira vivenciada pela instituição, somente, será possível se construída coletivamente com os gestores e as instituições públicas responsáveis pela garantia do direito constitucional á saúde. Nesta semana, dia 5, participou de uma reunião com o Dr. Nélio Costa Dutra, do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa da Interlocução entre o Ministério Público e as instituições públicas e privadas da área da saúde visando a propiciar uma política de saúde integral e universal. Se reuniu também com a Dra. Valma Cunha, da Promotoria e Curadoria de Fundações, instituição do Ministério Público responsável pelo velamento efetivo e constante dos atos praticados pelos administradores das fundações no estado. O Hospital Sofia Feldman participará no dia 14 de Março de audiência pública na Câmara Municipal de Vereadores de Belo Horizonte. A instituição se mantém aberto ao diálogo com todos os gestores públicos responsáveis pela gestão da saúde pública no país.