Prática da leitura ainda não está consolidada na população brasileira

O número de leitores na sociedade brasileira ainda é baixo, de acordo com as últimas pesquisas realizadas em anos anteriores. Se em 2011 eles representavam 50% da população, em 2015 eles são 56%. Realizada pelo Ibope por encomenda do Instituto Pró-Livro, o levantamento mostrou que o país tem cerca de 104,7 milhões de leitores (dados disponibilizados em 2016).

Aos não leitores, foi perguntado quais foram as razões para eles não terem lido nenhum livro inteiro ou em partes nos três meses anteriores à pesquisa. As respostas mostraram que a falta de tempo (com 32%) e o fato do cidadão não gostar de ler (28%), são as principais razões da ausência desta prática. No total, cerca de 44% da população não lê e 30% nunca comprou um livro.

Principais motivações para ler um livro

Entre os que se consideram leitores, a opção ‘’gosto ou interesse pessoal’’, lidera sendo a principal motivação para ler um livro, com 47% dos votos. A motivação religiosa foi apontada como a segunda principal razão para ler, com 22% das respostas. “Indicação da escola” aparece na sequência com 10%, “para se distrair” teve 8% e “por motivo profissional”, 7%.

Opiniões a respeito da leitura na sociedade

Em entrevista realizada na última quarta feira (21) para o Roteiro Alternativo, o humorista e escritor Gregório Duvivier, afirmou que a leitura é uma experiência de se colocar no lugar do outro. ‘’O grande problema das pessoas não lerem, é que elas vão se colocando menos no lugar do outro. A leitura é uma base para uma sociedade democrática’’. A atriz Maria Ribeiro, que também é escritora, falou para o R.A: ‘’A literatura te permite desenvolver uma característica que é fundamental para a democracia, que é a empatia (…)’’ E concluiu que um país que lê, é um país que certamente irá votar melhor.