Parada do Orgulho LGBT faz história e reúne milhões de pessoas nas ruas

Com o tema “Independente de nossas crenças, nenhuma religião é Lei! Todas e todos por um Estado Laico”, a 21ª edição da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo reuniu 3 milhões de pessoas na Avenida Paulista, segundo os organizadores, no último domingo. O movimento é organizado pela ONG APOGLBT SP (Associação da Parada do Orgulho de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros de São Paulo), fundada em 1999.

Segundo Cláudia Regina, presidente da APOGLBT, a escolha do tema reflete um dos maiores inimigos da comunidade LGBT, os fundamentalistas religiosos. “No Congresso Nacional, por exemplo, o debate sobre a criminalização da LGBTFobia é repleto de ataques de parlamentares da bancada religiosa e conservadora, muito dos quais utilizando-se de suas imunidades parlamentares para disseminar o ódio a uma parcela da população. Seus argumentos? Alguns citam suas visões de fé, como se estivessem em seus púlpitos e não em uma instituição que deveria garantir e se orientar pela laicidade, preconizada na Constituição Federal de 88.”

A atriz e apresentadora Fernanda Lima foi nomeada madrinha do evento, e a apresentação oficial ficou por conta da Drag Queen Tchaka. Pablo Vittar, Anitta e Daniela Mercury foram algumas das atrações dos 19 trios elétricos que agitaram a capital paulista. A avenida ganhou decoração especial, faixas de pedestre com as cores da bandeira LGBT e em balões de gás, pendurados no edifício do Conjunto Nacional

Skol e a Uber foram as patrocinadoras oficiais da Parada LGBT este ano. Em nota, demonstraram apoio às causas:

A Uber acredita que todo mundo deve ter o direito de ser autêntico em sua individualidade, orientação sexual e identidade de gênero, e mais que isso, se sentir seguro e respeitado. Mas é importante a gente ressaltar que buscamos ser aliados da comunidade LGBT, não só no dia da Parada do Orgulho, mas o ano todo”.

Foto: Cris Faga

(Foto-Capa: Cesar Itiberê / FotosPúblicas)


Entenda o porquê das cores da bandeira LGBT


 

Alexa Simon

É estudante de Jornalismo. No Roteiro Alternativo é responsável pela produção de conteúdo e manutenção do site.