ONG realiza trabalhos para melhoria da educação pública

Instituto Equale, criado em setembro de 2017 em Belo Horizonte, é uma ONG que auxilia na criação de cursinhos populares na Região Metropolitana de BH e monitora a educação pública belo-horizontina. O instituto tem como objetivo propiciar uma maior igualdade de ensino no Brasil, ampliando as oportunidades e condições no âmbito educacional e profissional.

A iniciativa já conseguiu fundar cursinhos populares como o Humanizar, na FAFICH/UFMG, ajudaram na fundação do EstudeVEST, na Universidade FUMEC, e Lumo, em Vespasiano. Esse ato, segundo o site do Instituto Equale, oferece 140 novas vagas (10% de aumento na Região Metropolitana de BH) para que estudantes carentes e provenientes de escolas públicas tenham acesso a preparatórios para o ensino superior.

A ONG também realiza trabalhos com a educação pública em geral, desenvolvendo programa de monitoramento do setor público, e possui projetos como o de visitas às escolas de modo a realizar entrevistas com diretores que buscam compreender os impactos da política no cotidiano das escolas e o de fortalecimento da educação popular de forma a reduzir os números de evasão escolar.

Junto com as atividades desenvolvidas, Equale participa de atos públicos promovidos por professores e trabalhadores da rede pública, reivindicando melhorias nas condições de trabalhos, pagamento do piso salarial e o cumprimento das metas descritas no Plano Nacional de Educação.

A participação popular é importante para a melhoria da educação pública. A mobilização social gera visibilidade e abertura de oportunidades. Para contribuir com esses projetos o indivíduo pode:

  1. Apadrinhar um estudante, auxiliando no custeamento de seu transporte escolar;
  2. Caso esteja ligado a instituições de educação e dispuser de materiais didáticos;
  3. Oferecer serviços educacionais como parceiro, entrando em contato com contato@equale.com.br