O enfrentamento entre Lula e Moro

Lula depôs, pela primeira vez, na última quarta-feira, ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba. O depoimento se refere aos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro envolvendo a OAS. O ex-presidente também é réu em mais quatro ações penais na justiça. Duas no âmbito da investigação sobre a corrupção na Petrobrás e outras duas que tramitam nas operações Zelotes, a respeito de incentivos fiscais da empreiteira Odebrecht.

Durante as 5 horas de audiência, Lula e Moro trocaram provocações em que o ex-presidente tentava demonstrar o apoio nas ruas e o juiz, consolidar as acusações. Sérgio Moro seguiu o roteiro de denúncias dos procuradores da Lava Jato, questionando Lula a respeito de operações que ele estaria supostamente, consciente. O magistrado apontou também, a ex-primeira dama, Marisa Letícia, como protagonista ausente, uma vez ré do processo. Os delatores atribuem à Marisa, as polêmicas sobre o sítio de Atibaia e o Triplex do Guarujá.

Em sua defesa, Lula negou frontalmente todas as acusações e criticou a “imparcialidade” dos juiz. Pontuou sobre a “perseguição política” que vem sofrendo e ainda envolveu a imprensa como um dos personagens principais de todo o processo.

O ex-presidente terminou o depoimento com um rápido discurso em agradecimento aos representantes de movimentos sociais que se fizeram presentes em seu apoio e ainda citou sua possível candidatura em 2018, “se um dia eu tiver cometido um erro, não quero ser julgado só pela Justiça. Quero ser julgado antes pelo povo brasileiro”.

 

Lula antes de prestar depoimento em Curitiba – Reprodução Site Lula.com.br

 

Alexa Simon

É estudante de Jornalismo. No Roteiro Alternativo é responsável pela produção de conteúdo e manutenção do site.