Industrializados x Caseiros: ovos de chocolate que conquistarão os clientes na Páscoa de 2018

(Divulgação/ Portal IG)

O mês de abril está chegando  e com ele vem a Páscoa, festividade religiosa comemorada na maior parte do mundo. Além dos rituais religiosos, existe a tradição da troca de ovos de chocolate, o que faz essa data ser ansiosamente esperada tanto pelos comerciantes, quanto pelos consumidores. Neste ano, não será diferente, e por isso, o Roteiro Alternativo resolveu investigar qual opção tem conquistado mais o coração e o bolso dos consumidores.

A CNC (Confederação Nacional do Comércio) afirma que o crescimento das vendas de ovos de páscoa nos supermercados  desse ano deve ser de 3,5%, sendo a maior variação de vendas desde 2013. Mesmo que a inflação desse ano não esteja tão baixa quanto em 2017, o chocolate está em deflação, por isso, as vendas devem aumentar. Em contrapartida, as empresas que produzem os ovos adotaram a técnica de diminuir o preço e também o tamanho, com o objetivo de aumentar as vendas.

Por causa desta decisão, os consumidores questionam se a qualidade do produto comprado nos supermercados realmente está de acordo com os preços. A estudante Agnes Nobre diz gostar bastante de ovos industrializados e acha a maioria de ótima qualidade, mas acredita que nesse ano, a opinião não será tão positiva. “O preço é bem elevado, então não sei se essa vai continuar sendo a minha opção na páscoa desse ano”, conta.

(Divulgação/Au Gourmet Instagram)

Seguindo a onda de quem não quer consumir os produtos industrializados, os Ovos de Chocolate artesanais estão ganhando cada vez mais força no mercado. Os produtos que podem ser feitos com diversas combinações de recheio e decorados de várias maneiras diferentes, vem abrindo portas tanto para quem quer se deliciar com sabores de qualidade na Páscoa, quanto para quem quer ganhar uma renda extra.

“Resolvi mudar de hábito principalmente pelo sabor e pelo preço, pois os ovos tradicionais são bem mais caros e deixam muito a desejar no sabor. Já os de colher, por serem artesanais, têm um preço compatível com o tamanho e a quantidade, e são bem mais gostosos, principalmente em função da diversidade de recheios”, afirma o estudante de jornalismo Lucas Amado, que há aproximadamente 4 anos optou por consumir ovos artesanais caseiros na Páscoa.

(Reprodução/Facebook)

Guilherme Coimbra Furbino, formado em Gastronomia pela Estácio resolveu unir sua experiência, com a vontade de ganhar dinheiro, e em 2015 resolveu investir em seu negócio. Junto com sua prima Sofia Furbino Carbonara os dois criaram a “Au Gourmet”, uma pequena empresa de fabricação de ovos caseiros recheados  de diversos sabores.

“Estamos superando cada vez mais as nossas expectativas. Nosso trabalho é feito com muita dedicação e temos um retorno muito bom dos clientes, quem compra uma vez, está sempre voltando na Páscoa seguinte. Então pra gente, o aumento das vendas está ocorrendo sim”,  diz Sofia. Para agradar os clientes, eles fazem a junção de combinações que tendem a dar certo, e á partir dos pedidos, fazem uma planilha das combinações que mais foram vendidas. Com a quantidade de pedidos, não pode faltar inovação e muita criatividade no mix de sabores para conquistar a clientela.

E você? Qual tipo de ovo de páscoa você vai escolher para esse ano? Conta para gente nos comentários!