Governo retira verba da Polícia Federal

Subordinada à presidência da república, a Polícia Federal teve 44% do orçamento previsto para 2017 cortado. A PF e o Ministério Público Federal são os responsáveis diretos pelas investigações da operação Lava Jato.

De acordo com o jornal O Tempo, um membro da força tarefa da operação em Curitiba, que não quis se identificar, disse que a medida indica o fim da Lava Jato.  Os procuradores do Ministério Público que atuam na operação avaliam que os cortes apontam tentativa de interferência do governo federal na operação.

Equipe reduzida

A equipe de delegados que se dedica às investigações dos inquéritos da Lava Jato em Curitiba  sofreu redução drástica, passando de nove para quatro profissionais em atuação exclusiva. O efetivo policial também foi reduzido, passando de 60 para 40 profissionais. Com o efetivo menor, o andamento de toda a operação fica mais lento.

O corte de gastos afeta, também, deslocamentos de equipes, compras de passagens aéreas e de combustível para as viaturas, além de manutenção das aeronaves, o que dificulta ainda mais o trabalho dos policiais.

Ministério da Justiça

O Ministério da Justiça informou que não haverá prejuízos para a Lava Jato. “Houve um contingenciamento linear para todas as áreas”, diz a nota. Sobre a redução do número de delegados, o ministério disse que vai se pronunciar no decorrer desta segunda, 22.

Thomaz Albano

Thomaz Albano é estudante de Jornalismo e membro fundador do Roteiro Alternativo. Aqui no RA atua como repórter, editor e integra a diretoria executiva.