Finais da Taça das Favelas de Minas Gerais acontecem no dia 29 de abril

Não há dúvidas de que o esporte, além de promover saúde física, também estimula a disciplina, o respeito, a alteridade e a interação, o que contribui diretamente para a inclusão social. Como forma de estimular a integração das comunidades do país, a Central Única das Favelas (CUFA) organizou a Taça das Favelas: o maior torneio de futebol de campo entre favelas do mundo. No total, são mais de 100 mil jovens participando da competição.

A primeira edição da Taça das Favelas aconteceu em 2012 e reuniu 80 seleções formadas por jovens entre 15 e 17 das favelas do Rio de Janeiro, sendo 64 seleções masculinas e 16 femininas. Até então, já foram realizadas sete edições no Rio de Janeiro, cinco em Ceará, duas em Brasília e uma em Recife (PE) e Peixoto de Azevedo (MT). Curitiba (PR) e Cuiabá (MT) têm sua primeira edição programada para 2018. Só no Rio de Janeiro já foram reunidas 240 comunidades com um total de 96 mil jovens.

Taça das Favelas em Minas Gerais

Em Minas Gerais a competição já aconteceu em Uberlândia nos anos de 2015 e 2016 e está sendo levada para o sul do estado, na cidade de São Lourenço. Em Belo Horizonte e região metropolitana, a Taça das Favelas teve sua primeira edição em 2017 com mais de 120 comunidades inscritas, 32 selecionadas e 12.800 jovens, no Aglomerado Santa Lúcia.

A edição de 2018 começou no início do mês de abril e conta com 32 seleções, sendo 22 masculinas e 10 femininas. Nas seleções masculinas participam adolescentes entre 14 e 17 anos e nas femininas participam mulheres a partir de 14 anos, sem limite de idade. As finais vão ocorrer no dia 29 de abril (domingo) no Complexo Poliesportivo do Vale do Jatobá (Avenida Senador Levindo Coelho, 2280 – Mangueiras/Vale do Jatobá).

A Taça das Favelas de Minas Gerais é viabilizada pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte da Secretaria de Estado de Esportes (Seesp), a qual tem como objetivo estimular a realização de projetos esportivos no estado. A competição dispõe do repasse de R$ 197.707,25 da Cemig Geração e Transmissão S/A, provenientes da isenção fiscal do Governo de Minas Gerais.