Dia da Sobrecarga da Terra acontece mais cedo em 2018

Foto: NASA / Mark Vande Hei

No dia primeiro de agosto, a demanda da humanidade por recursos ecológicos ultrapassou a quantidade que a Terra é capaz de repor. O chamado Dia da Sobrecarga (Overshoot Day) leva em consideração a biocapacidade do planeta para o período de um ano. Os recursos utilizados nesse intervalo de tempo são os que a natureza consegue regenerar. Em 2018, esse dia chegou 5 meses antes do esperado.

O ser humano tem consumido mais do que a natureza pode aguentar. O Dia da Sobrecarga da Terra tem chegado mais cedo a cada ano. Em 2000 ele aconteceu em 5 de outubro,  em 2010 no dia 31 de agosto, e no ano de 2015 em 13 de agosto. O resultado nesse ano veio ainda antes, revelando a urgência por medidas mais sustentáveis.

Estudos feitos pelo projeto Global Footprint Network (GFN) apontam que seriam necessários 1,6 planetas Terra para que o padrão de consumo do mundo, nos moldes de hoje, fosse “saciado”. Em alguns anos, as consequências para isso podem ser desastrosas.

A GFN ainda mostrou que a média para o esgotamento dos recursos é diferente em cada país, e o que mais afeta isso é a riqueza da nação. Em 2018, o primeiro país a atingir a sobrecarga, no dia 9 de fevereiro, foi o Catar, país mais rico do mundo. Os Estados Unidos ficaram na lista em quarto lugar, ao esgotarem os recursos em 15 de março. Jamaica e Vietnã são os últimos a alcançar a sobrecarga, com projeção para os dias 13 e 21 de dezembro.

O resultado da média geral do planeta para 2018, no primeiro dia de agosto, foram levantados pelo Global Footprint Network em parceria com o instituto independente britânico de pesquisas New Economics Foundation. Os dados também mostram que, se seguirmos nesse caminho, a demanda por recursos será equivalente a duas Terras antes da metade do século.

Por Catarina Ayres

Roteiro Alternativo

Assuntos comuns, ângulos diferentes. Vem com a gente!