Conheça mais o Fies, prazo para renovação do primeiro semestre foi prorrogado

O prazo para os estudantes renovarem o contrato do primeiro semestre de 2018 do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) foi prorrogado para o dia 10 de maio. A data anterior, era 30 de abril.

Os contratos do Fies precisam ser renovados todo semestre. O pedido de aditamento é feito inicialmente pelas instituições de ensino e depois as informações devem ser validadas pelos estudantes no Sistema Informatizado do Fundo de Financiamento Estudantil (SisFies). Neste semestre, cerca de 1,1 milhão de contratos devem ser renovados, de acordo com a Agência Brasil.

O Fies é um programa governamental destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em universidades privadas na forma da Lei 10.260/2001. Podem recorrer ao financiamento os estudantes matriculados em cursos superiores que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação, que é responsável pelo projeto.

O programa, foi criado em 1999 pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso, dando continuação ao antigo Programa de Crédito Educativo (PCE), que vigorava desde 1976. Porém, o Fies foi reformulado, melhorado e ampliado durante o governo Lula. Neste primeiro semestre de 2018, foi lançado o novo Fies.

Novo Fies

Em informação disponível no site do próprio programa (fies.mec.gov.br), o novo Fies traz como benefícios, por exemplo, menos juros aos alunos que mais precisam, maior prazo, maior transparência com as informações e com os parâmetros de reajuste das mensalidades, e maior governança com a implementação de um comitê gestor interministerial.

O novo Fies tem três modalidades de financiamento:

  • Modalidade I: destinada à oferta de vagas com juros zero para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos. Nessa modalidade, o aluno começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda, fazendo com que os encargos a serem pagos pelos estudantes diminuam consideravelmente.
  • Modalidade II: destinada às regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos.
  • Modalidade III: destinada a todas as regiões do Brasil com recursos do BNDES. Assim como a modalidade II, será destinada para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos.