Bar da capital mineira é tradição entre Atleticanos

O Bar do Salomão, localizado no bairro Serra, região Centro-Sul, é conhecido por grande parte dos atleticanos da capital mineira. O estabelecimento é recheado de fotos de jogadores, objetos dedicados ao Clube Atlético Mineiro e recebe vários torcedores, constituindo um dos espaços mais tradicionais e queridos para assistir aos jogos do time.

Salomão Jorge Filho, proprietário do estabelecimento, conta que inicialmente o local era apenas um armazém de seus avós. Posteriormente, ao tornar-se um bar, sob o comando de seu pai o local foi atraindo frequentadores e quando ele mesmo assumiu, optou por colocar telões e televisões que pudessem transmitir os jogos do Atlético, e a partir disso iniciou-se a tradição.

(Foto/Beatriz Pinho)

Com quase 70 anos de existência e 50 anos de tradição atleticana, o Bar do Salomão possui diversas histórias divertidas. Existe o boato de que não é permitido que se escute rádio no local porque, devido ao delay da televisão, o torcedor fica sabendo dos lances antes. Quando questionado sobre essa possível regra, Salomão se diverte e conta que não é possível proibir, mas que os próprios clientes já sabem e que alertam uns aos outros: “Ontem mesmo na hora dos pênaltis todo mundo já gritava ‘desliga o radinho’ em uma espécie de brincadeira mas que é verdade, porque perde a graça, sai um pouco antes”, fazendo referência ao jogo de quarta-feira, 14 de março, contra o Figueirense, pela Copa do Brasil.

O proprietário ainda contou histórias referentes à superstição dos clientes e afirmou que para que o resultado seja positivo, tudo é válido. Nessas horas cada torcedor tem sua crença, como é o caso de Fábio Carvalho, frequentador desde 1987, que contou entrar no estabelecimento sempre pela mesma porta e assentar do mesmo lado do balcão. Salomão completou que existem fanáticos que utilizam sempre a mesma camisa. Coisas do futebol.

Com tantos anos de história, o tradicional bar nunca foi palco de confusão porque, afinal, é constituído por torcida única e todos têm uma relação de afeto não só com o local, mas também com a história que ele carrega. São centenas de fotos e recordações por todo o ambiente, que convidam o torcedor a viajar por tantos momentos ali expostos.