A intolerância é a cara da sociedade do século 21

A intolerância tem sido cada vez mais freqüente em nossa sociedade. Em seu sentido denotativo, intolerância é a ausência de disposição para aceitar pessoas com pontos de vista diferentes, podendo ser no âmbito social, religioso, político, sexual, racial, entre outros. Ela pode se manifestar de várias maneiras, sendo através de agressão física ou verbal, através de expressões pejorativas que denigrem os grupos e suas atitudes e pensamentos  através da discriminação em si.

Um caso recente chamou a atenção da sociedade. O deputado Victório Galli (PSC-MT) compartilhou em sua página do Facebook, uma ilustração em que Jesus aparece “protegendo” uma criança do Mickey. Após ser questionado sobre o conteúdo da publicação,Victório deu declarações polêmicas. Durante as diversas entrevistas que deu, o deputado encheu seu discurso com expressões e posicionamentos homofóbicos.

“Em relação a essa situação do Mickey e da Disney, a gente vê que em todas as suas atuações, eles fazem apologia ao homossexualismo. Inclusive o Mickey, se você fizer um estudo profundo como eu já fiz, ele é homossexual. As pessoas estão enganadas com essa mensagem subliminar que a Disney está passando para a sociedade, principalmente às nossas crianças”, disse o deputado ao jornalista Paulo Coelho, da rádio Capital, de Cuiabá (MT).

Outro caso que chamou a atenção da sociedade foi o de Silas Malafaia e sua proposta de boicote a Disney, após um dos filmes mostrar um beijo gay. O pastor afirmou tem sido alvo de várias críticas após suas declarações em suas redes sociais.

 

No atual cenário político em que o Brasil se encontra também é cada vez mais comum brigas por política, que muitas vezes, acabam em morte. Esses casos não são vistos somente na rua, entre a população, mas os próprios políticos se mostram cada vez menos tolerantes. Em fevereiro, uma estudante da UFMG foi atacada e sofreu ameaças e perseguição por motivos políticos e ideológicos após participar das ocupações em protesto contra a PEC 55. Na ocasião, o DA coordenado pela menina foi invadido e roubado, e foram deixados diversos bilhetes de ódio no local e no armário pessoal da estudante. O ocorrido foi apurado pelo portal BHAZ, e pode ser visto com mais detalhes aqui.

Os números da intolerância e violência no país estão cada vez mais alto e é preciso que a própria população se conscientize e veja que o mal só retorna para a própria sociedade.

Curiosidade RA

Números da intolerância no Brasil

  • Apesar do Brasil ser um dos países com maior diversidade religiosa foram registrados  entre janeiro e setembro de 2016, 300 denúncias de intolerância religiosa, pelo Disque 100.
  • De acordo com o relatório do Grupo Gay da Bahia (GGB), em 2014, foram documentados 326 assassinatos de gays, transgêneros e lésbicas, um aumento de 4,1 % em relação a 2013, quando foram registrados 313 assassinatos.
  • O número de denuncias de intolerância religiosa cresceu 3706% nos últimos 5 anos, de acordo com a Secretária dos Direitos Humanos.

Veja também: Racismo como crime …

Chiara Ribeiro

É estudante de Jornalismo. Atua no Roteiro Alternativo como cooperado de mídias sociais e repórter.